1 2 3 4 5 6

Pantanal, patrimônio natural da humanidade



O Pantanal é a maior planície alagável do mundo. Situado no centro da América Latina, abrange áreas no Brasil, Bolívia e Paraguai. A maior porção é a brasileira, com 140.000 Km2, que está dividida entre os estados de Mato Grosso do Sul  63% e Mato Grosso 37%. 

 

Tradicionalmente o Pantanal tem sido dividido em 10 sub-regiões, de acordo com características da paisagem ou fatos históricos: Cáceres, Poconé, Barão de Melgaço, Paiaguás, Paraguai, Nhecolândia, Abobral, Aquidauana, Miranda e Nabileque.

 

O regime de secas  e cheias  é uma das características mais marcantes desse ecossistema e dita o ritmo da incrível quantidade de vida silvestre que esse ecossistema abriga. 

 

São mais de 3.500 espécies de plantas, 124 espécies de mamíferos, 177 de répteis, 41 de anfíbios e pelo menos 423 espécies de aves.

 

Localização: No coração da América do Sul, entre os paralelos 16 e 22 graus de longitude sul e os meridianos 55 e 58 graus de longitude oeste.

 

Área: Ocupa uma área na região Centro Oeste do Brasil de 189 mil quilômetros quadrados, conforme o Dicionário Geográfico do IBGE, dos quais 63% em Mato Grosso do Sul e 37% em Mato Grosso.

 

Altitude: Média de 110 metros.

 

Declividade: De 6 a 12 cm por quilômetro no sentido leste-oeste e de 1 a 2 cm por quilômetro no sentido norte-sul.

 

Temperatura: O clima é tipo quente no verão, com temperatura média em torno de 32°C e frio e seco no inverno, com média em torno de 21°C, ocorrendo ocasionalmente, geadas nos meses de julho e agosto. A precipitação pluviométrica anual está entre 1.000 e 1.400 mm, sendo dezembro e janeiro os meses mais chuvosos. No verão, entre outubro e maio, época das chuvas, as terras são literalmente inundadas. Podemos dividir o clima na região também em quatro estações distintas: seca (de junho a setembro), enchente (de outubro a dezembro), cheia (de janeiro a março) e vazante (abril e maio).

 

Umidade relativa do ar: De 50% à 60% no inverno e em torno de 80% no verão.

 

Chuvas: Diluvianas de Novembro a Fevereiro, quando se registram de 150mm à 300mm. De Julho a Agosto (seca), entre 5mm e 50mm.